quarta-feira , 18 julho 2018
Últimas Notícias

Ocorrência no Sicredi acaba com ex-vereador baleado em Ametista do Sul

Nesta quarta-feira, 21, um fato chamou a atenção  da comunidade ametistense. Por volta do meio-dia, um cliente do Banco Sicredi surtou dentro da agência e acabou sendo baleado pela Brigada Militar. O cliente é o ex-vereador do município Adilson Pavelkievitz, que, estressado, foi até a agência e reclamava dos juros altos que estavam sendo cobrados de determinado financiamento.

Conforme informações da Polícia Civil, policiais da Brigada Militar foram acionados e estiveram na agência. O cliente teria sido acalmado e orientado a registrar ocorrência na Polícia Civil. Quando já estava na delegacia, o homem percebeu a presença de funcionários do banco que também teriam ido ao local para fazer ocorrência.
Adilson teria investido contra os funcionários, que entraram no prédio da BM na tentativa de se proteger, policiais militares tentavam contê-lo. Conforme a polícia, ele estaria armado e ameaçava os funcionários. Portas da delegacia e da Brigada Militar foram arrombadas. Os policiais militares dispararam utilizando espingarda calibre 12 com balas de festim na tentativa de imobilizá-lo. No meio da confusão, um policial disparou um tiro de pistola e atingiu o peito de Adilson. O caso chamou atenção de populares e reuniu dezenas de pessoas nas imediações. O ferido foi socorrido consciente ao Hospital São Gabriel e em seguida encaminhado para Passo Fundo. O estado de saúde da vítima ainda não fui divulgado.
Conforme a delegada Aline Dequi Palma, uma faca e uma pistola 380 que seriam do homem foram apreendidos pela Polícia Civil. As armas dos policiais militares envolvidos na ocorrência também foram aprendidas pela BM. Ainda de acordo com a delegada, um inquérito policial será instaurado para apurar os fatos.

O que diz a Brigada Militar

O subcomandante do 37º Batalhão de Polícia Militar, capitão Douglas Knorst, explicou que a Brigada Militar vai instaurar sindicância a fim de apurar a motivação de disparos. Dois foram antimotim – não letais – e um com uma pistola .40, cuja munição atingiu o homem no tórax.
Os policiais relataram que ele tentava arrombar uma porta enquanto funcionários da Sicredi eram ouvidos na delegacia. Um dos PMs fez os disparos antimotim, que não surtiram efeito. O segundo PM, que estava atrás dele, diante da ameaça de ser esfaqueado pelo ex-vereador, efetuou o disparo de arma de fogo. “Ele ameaçou os dois de morte”, disse Knorst.

O que diz o Sicredi

A assessoria de comunicação da Sicredi Alto Uruguai respondeu que não irá se manifestar sobre o assunto no momento, mas que está apurando os fatos e lamenta o ocorrido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top