sexta-feira , 24 novembro 2017
Últimas Notícias

Grêmio perde para o Vasco no Rio, por 1 a 0.

O Grêmio desperdiçou uma grande chance de se aproximar do Corinthians neste sábado. Perdeu para o Vasco num jogo que teve toda a posse de bola, mas pouquíssimo produziu no ataque. Os cariocas apostaram em uma bola, anotaram o 1 a 0 e apenas seguraram o resultado até o final.

 

Com o resultado, o Grêmio para em 43 pontos e pode ver o Corinthians aumentar a diferença para 10 pontos no topo da tabela. O Vasco chega a 31 pontos e começa a ver chances de beliscar o G6 do Brasileirão. Na próxima quarta-feira, o Grêmio joga com o Botafogo pelas quartas de final da Libertadores.

Grêmio toca e Vasco espera

 

O Tricolor teve domínio do jogo, fez a bola girar e até criou algumas chances. Mas sem fazer Martin Silva trabalhar efetivamente, acabou castigado no fim da primeira etapa.

 

Logo aos três minutos, Léo Moura levantou falta na área, Escudero tirou de cabeça e Ramiro tentou o chute no rebote, mas saiu desviado. O Tricolor insistiu aos seis, de novo com Léo Moura. Atuando na meia, ele cruzou para Barrios que desviou para trás, com Kannemann disparando o chute, mas o goleiro fez a defesa.

 

Aos 16, Ramiro viu Martin Silva adiantado e tentou surpreender por cobertura. O goleiro não ia chegar, mas a bola também não foi no gol, mantendo o zero no placar. A melhor chance tricolor veio dois minutos depois. Cortez fez boa jogada na esquerda e levantou para Fernandinho. O atacante desviou de cabeça e não marcou por centímetros do poste esquerdo.

 

Castigo pela inoperância

 

Foi somente aos 35 que o Vasco mostrou que estava no jogo. Madson disparou na direita e cruzou rasteiro na área, Cortez furou e Nenê chutou livre, mas para fora, na melhor chance até então. Aos 42, em nova falha de marcação, os vascaínos não perdoaram. Ramon recebeu na esquerda de Escudero e cruzou no segundo pau. A zaga gremista parou e Matheus Vital surgiu livre para fulminar o 1 a 0.

 

Dois minutos depois, ele teve a chance de ampliar. Cortou da direita para o meio, Bressan estacionou e o atacante chutou forte, mas por cima. Fernandinho ainda tentou cruzar na área aos 45 minutos, mas Ramon levou a melhor e tirou o perigo, encerrando a etapa.

 

O Grêmio teve ainda mais posse de bola na segunda etapa e as mesma falta de capacidade de gerar oportunidades de gol. Girou a bola, abriu nas laterais e em momento algum teve verticalidade. Sequer arriscou de longe para tentar o empate.

 

Antes de virar o primeiro minuto, Cortez disparou na esquerda e cruzou para Barrios. O centroavante, ao invés de buscar a conclusão, desviou para trás, onde apenas zagueiros estavam para afastar.

 

Segundo tempo morno

 

Aos cinco minutos, Léo Moura cobrou escanteio no segundo pau, mas Barrios perdeu para Breno no jogo aéreo. Renato tentou mudar o time com Everton no lugar de Léo Moura, mas a única contribuição do atacante foi tirar um gol gremista. O lance veio aos 19 minutos, quando Cortez cruzou na área. Ramiro ia chegar de frente para anotar o 1 a 0, mas Everton dividiu com o companheiro e tirou para fora.

 

O Vasco só especulava e ainda especulava pouco. Mesmo assim, quase fez 2 a 0 aos 32. Fernandinho tentou ir para cima de três e entregou o contra-ataque. Ramon acionou Bruno Paulista, que chutou de dentro da área, mas Grohe fez grande defesa.

 

Martins Silva só foi trabalhar aos 39 minutos, e nem foi num chute a gol. Arroyo desviou cobrança de escanteio para a confusão, Michel puxou uma bicicleta e furou. O goleiro se antecipou para abafar a bola. A essas alturas Barrios e Ramiros já tinham saído para e entrada de Patrick e Arroyo.

 

O equatoriano ainda teve a chance de igualar numa falta em frente à área. Arroyo chutou forte, mas no meio do gol. Martín Silva espalmou para a lateral. Era um dia para esquecer do lado gremista.

 

Brasileirão – 23ª rodada

 

Vasco 1

Martín Silva; Madson (Yago Pikachu), Breno, Anderson Martins e Ramon; Welington, Escudero (Bruno Paulista), Wagner (Paulinho), Nenê e Mateus Vital; André Ríos. Técnico: Zé Ricardo.

 

Grêmio 0

Marcelo Grohe; Edílson, Bressan, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur, Ramiro (Patrick) e Léo Moura (Everton); Fernandinho e Lucas Barrios (Arroyo). Técnico: Renato Gaúcho.

 

Gol: Mateus Vital (42min/1ºT).

Cartões amarelos: Escudero, Wellington e Bruno Paulista (V).

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC).

Local:  Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top